Postagens antigas

Dia 12 de junho? Dia de quê mesmo?


Dia 12 de junho? Dia de quê mesmo?
Para muitos que não possuem um(a) namorado (a) neste dia, acabam fazendo uma brincadeira: dia de quê? um dia como os outros. Mas a verdade é que todos nós gostaríamos de ter um namorado(a) neste dia, para ter um momento especialmente acompanhado(a), para sair, curtir o romantismo no ar!
Mas enquanto esse dia não chega para muitos de nós, sabemos o quão é difícil suportar os apelos da mídia no dia dos namorados. Fica desconfortável andarmos e vermos vitrines cheias de corações ou fotos de namorados. Achei muito engraçado duas vitrines que vi nesses dias:
“Dia das namoradas! Elas adoram bolsas!” – vitrine de loja de sapatos e bolsas femininas, é claro!
“Solteiro no dia dos namorados? Dê um presente para si mesmo!”

Se realmente nos deixamos levar por isso, ficamos tristes, deprimidos, e piorando a situação, assistimos
 comédias-românticas do tipo: Eu odeio o dia dos namorados… ou… Ele não está tão afim de você…. hehe, acompanhados de    amigos, comendo chocolates, pipocas e coca-colas, sempre se lamentando!
Pensando bem, por um lado, o dia dos namorados é como o dia das mães, pais, crianças… podem ser apenas estratégias comerciais/ capitalistas para o aumento do consumo! E eu não vou ceder ao consumismo desenfreadooooo! –> me consola… capaz! risos.
Bom, como a minha condição atual é estar solteira, nem por isso vou ficar falando mal do dia dos namorados, porque não é esse o objetivo dessa confissão.
Você já imaginou como esses pequenos detalhes em nossas vidas podem ser destruidores? Vão corroendo aos poucos nossa auto-estima, nos desanimam, faz-nos ficar preocupados e tristes.
Mas eu tenho algo que queria compartilhar com vocês (e primeiramente isso serve pra mim…): Tudo tem o seu  propósito!
“Para tudo há uma ocasião certa; há um tempo certo para cada propósito debaixo do céu” Ec 3:1 NVI

Nós jovens, temos um pouco de dificuldade de pensar no amanhã. Somos imediatistas. Queremos tudo pra
 hoje: o prazer, realizações, etc. Ás vezes esquecemos que não temos controle sobre tudo o que está em nosso redor. Este texto é um “voleio na nuca” como diriam meus amigos. Não precisamos ficar ansiosos, tudo já está determinado.
Se um relacionamento não deu certo, por ora, agradeça a Deus, Ele pode ter te livrado de algo que traria muito sofrimento, ou quer te ensinar algo de valor na sua vida. Nem sempre o sofrimento é ruim, ele nos faz aprender que Deus é grande e que precisamos dele na nossa vida, em primeiro lugar.
“Eu sei que tudo o que Deus faz dura para sempre; não podemos acrescentar nada, nem tirar nada. E uma coisa que Deus faz é levar as pessoas a temê-lo”. Ec 3:14 NTLH
Que possamos confiar que Deus tem um plano especial para nós. Mas confie com convicção! Ore a Deus pra que Ele te dê aquele namorado (a) que vai te ajudar crescer, amadurecer, tanto emocionalmente, quanto espiritualmente.

fonte:naomordamaca.com

Arquivo do blog

VISTANTES


Contador gratis

Postagens populares